segunda-feira, 28 de julho de 2008

Volta as Aulas

 

Sabe voar, estudante?
Capitão Nascimento sobre Estudantes de Direito

Eu sei, capitão. Eu sei.

Dizem que todo papai e toda mamãe leva um susto daqueles quando recebem, no inicio de cada período letivo, a relação de materiais que devem ser comprados e fornecidos à escola do rebento. Por aqui, papai e mamãe não ajudam muito quando o assunto são livros acadêmicos e desta vez, quase enfartei ao ver o preço das doutrinas juridicas que terei que adquirir com o inicio do semestre acadêmico. Compro livros ou compro minha Hilux? Antes, a dúvida era comprar uma bicicleta ou casar. Mas (não riam heim), como não sei andar de bicicleta...resolvi casar!!!

Vasculhando besteirois, descobri no DESCICLO.PEDIA, algumas transgressões merecedoras de uma ação indenizatória  de danos morais,  impetrada por parte dos estudantes de Direito. Data  vênia...ser ultrajante tais posições revestidas sob o manto do preconceito acadêmico a esta categoria de cabeças pensantes do país que vivem prá cima e prá baixo com a Constituição debaixo do suvaco, ops, do braço. Nós não somos assim...somos seres abnegados pelo Direito, com objetivos de uma trajetória firme e norteada pela probidade (alguém tem uma pastilha para matar o bichinho do ham ham)!

*** Abaixo, uma breve brincadeira do Desciclo.pedia com alguns acréscimos meus, é claro!

E como poderia esquecer? Vocabulário Jurídico as avessas para os leigosMoisés, nosso nobre causídico das tirinhas mutumtescas, enriqueceu com seu coment a postagem "Para melhor entender" . Por aqui, alguns acréscimos dele para a verborragia juridica que foi feita pelo povo e para o povo, mas que o povo não entende necas.  Data Venia - "aí, mano! Dá licença que tu disse merda". Princípio da Publicidade - "aqui, não pode esconder as tretas, não". Pacta Sunt Servanda - "prometeu, tem que rolar"

Eita vida boa...sinto que logo sentirei falta de vida de academia. Mas, por enquanto, que venham as aulas e os debates. E por falar em aula....já estou atrasada!!!

Enquanto as leis forem necessárias, os homens não estarão capacitados para a liberdade.

(Pitágoras)

"Estudante de Direito é todo aquele ser repugnante que causa repulsa em uma sociedade repulsiva. Tais seres são os donos da verdade absoluta em sentido estrito.

Na verdade, não há nenhum motivo plausível para estudar Direito, exceto a falta de vontade de arrumar uma profissão de verdade ou a falta de escrúpulos. Estudando Direito, você aprende que tem uma série de direitos que jamais serão respeitados, a não ser que você pague por isso. Descobre também que se puder pagar, você não precisa desses direitos.

Estudando Direito, você descobre que enquanto todos os outros universitários estão em orgias estudantis, você está lendo um livro maior do que O Senhor dos Anéis. Mas veja pelo lado bom (que a desgraça não acaba ai)...Ao completar o curso, você terá um privilégio que somente estudantes de Direito tem: Prestar a OAB. Exatamente. Enquanto TODOS os outros cursos formam profissionais, você continuou sendo um NADA, até que passe no exame da Ordem.

Todo estudante de Direito vira um outro ser, quando de posse da carteira oficial de estagiário da OAB. O estudante de direito, agora, quase um nobre causídico, muda radicalmente seu vocabulário e vestuário. Passa a ser mais monossilábico, menos gestual, mais interpretativo na sua hermenêutica juridica. Passa a fazer parte do mundo dos  soberbos de carteirinha onde todos gargalham de piadas jurídicas. Ele ri de si mesmo.

Diariamente ocorrem inúmeras disputas nos tribunais, quer dizer, nas faculdades de Direito do país. Tais conflitos abordam temas de total relevância que vão desde o preço exorbitante cobrado pela cantina da faculdade até a marca da camisa nova do professor.

Os estudantes de Direito geralmente são simpáticos e andam sempre em grupos de 1 pessoa. Quando os grupos são de 2 ou mais pessoas, todo mundo é trampolim para todo mundo ( já que eles acham que a amizade é somente um meio de garantir influência na sociedade). Alguns grupos de aluno acabam se formando desde o primeiro periodo, normalmente com número igual de meninos e meninas nas panelinhas juridicas, mas sem nenhum contato fisico, ja que a aproximação pode gerar um processo.

Todo estudante de Direito adora passar horas no corredor da faculdade falando sobre o livro de Introdução ao Estudo do Direito, que eles leram no dia anterior, alem de falarem termos rebuscados e frequentes expressões em latim, para esbanjarem seu exibicionismo perante os colegas. E, quando chegam a uma fase mais avançada do curso, começam a ficar mais repugnantes dizendo regras e princípios até sobre cutucar o nariz e passam a usar roupas como ternos e tailleur por se julgarem mais superiores que o resto dos outros mortais. Calça jeans é até admissível, no entanto, uma regra básica: Para os meninos, no mínimo uma Guess. Para as meninas, no mínimo uma Carmim. Acessórios? Nada menos que uma Vitor Hugo, afinal, todo estudante de direito é quase um juiz.

Todo estudante de Direito se descobre estudante de Direito no dia em que recebe um panfleto com um anúncio do tipo "TJ-RJ com salário inicial de R$ 15.000,00". Anúncios desse tipo geralmente causam êxtase e frisson nos gays mais afoitos que correm loucamente para se matricularem na faculdade mais próxima ou, quando não dispõem de recursos suficientes, para o cursinho preparatório mais em conta. Ao final, o estudante de Direito sempre vai ter como concorrente o cara nivel médio que se acha estudante de Direito, pois esse futuro "bicho" fez um cursinho preparatório para concurso e acha que pode discutir, sob o prisma do principio da equidade com o estudante de Direito questões sobre constituição, Lei 8.099 e outras matérias administrativas.

A pior espécie são os do primeiro ano de curso. Em 99% dos casos, são leitores da Veja e assíduos expectadores do Jornal Nacional, muitas vezes, saudosos dos testes de DNA do Ratinho, ou dos causos do Linha Direta...afinal...são seres iniciais e cuja máxima capacidade de transcendência é planejar a tão sonhada "viagem de mochilão para Machu Pichu".

A segunda pior espécie são os do terceiro período em diante, são aqueles que recém saídos das viagens psicodélicas filosofais, navegam pelo direito material mais especifico e se acham aptos a processarem qualquer um por qualquer motivo. Isso sem falar do velho e bom calote anual nos restaurantes, onde proprietários, garçons e delegados (este último por sinal, também já deu calote)  já aguardam a velha desculpa pelo não pagar de contas, afinal, dia do advogado é o dia máximo para exercício da lábia de todo bom estudante em dizer: "sabe com quem está falando?"

Todo estudante de Direito, com o velho e bom sorrisinho intelectual sarcastico no canto da boca,  sempre pergunta ao outro colega se ele passou na prova da OAB. O bom mesmo é que todo estudante de Direito saberá, em breve, que aquele seu amigo de choppinho e sacanagens academicas logo será seu rival nos tribunais e dai será um tal de provar quem colou e quem estudou melhor, não necessariamente nessa mesma ordem."

 

Quando Deus voltou ao mundo para castigar os infiéis, deu ao Egito gafanhotos e ao Brasil bacharéis...

(Carvalho Neto)

11 comentários:

Adao Braga disse...

Se era para ri, eu ri. Faz tempo que li, que Advogado é o especialista em achar brechas em leis, estatutos e códigos.

E, quando trabalhei com um, ele ganhou várias causas por haver algumas palavras no processo que era a favor dos clientes "nossos".

Um cheiro querida!

MoizaCARTUNS disse...

É pra rir ou é pra chorar??? hehehehe... eu RI; e ri pacas! Taí a mais lúcida e clara descrição de um estudante de Direito. Um prelúdio para aquele meu post dos advogados, hehehe

Já que vc é como eu: não curte mto essa raça advocatícia e bacharelística, mas não se sabe por quê, diabos, estamos estudando Direito! hehehehe

Beijão, Beth!

Evelyn disse...

Oi lindona, tudo bem?
Confesso que fiquei com preguicinha de ler o post todo, passei mesmo só deixar um beijinho!

Boa semana!

Beth disse...

Adão, há controvérsias...há controvérsias!! :) Mas se souber usar bem as lacunas...

Moisés, eu ri pacas com teu post...acho que escolhemos o Direito por estarmos cansados da Esquerda!!! Ou seria para defendermos os fracos e comprimidos?

hehehehehehehe.......

Evelyn, ficou grande neh?? Mas não podia deixar de ser engraçadinha e ordinária.

Beijos a todos !!!

NANDO DAMÁZIO disse...

Vocabulário jurídico ??
Pra mim é grego !!

Paola disse...

Rolando de rir amora! =P

Vinicius disse...

nossa eu terminei a faculdade sem comprar nenhum livro rs.. e sem caderno tbm..
só tirava zeroz do caderno das meninas em vésperas de provas

Cármen Neves disse...

Querida, como vai? Não, eu não esqueci de ti, nem dos meninos: Adão e Murdock. Puríssima falta de tempo, mesmo. Como vai? Beijos

Murdock disse...

Acho que as duas primeiras frases do texto da Desciclopedia deviam ir para os estudantes de jornalismo. Aliás, já viu o que ela fala de engenharia e dos alunos de engenharia??
Bj

Beth disse...

Murdock...vou ver...ahahahaha...vou ver...ou então coloca lá no teu post !!! Para todos vermos!!!!

Moisés falou dos advogados formados. Eu falei dos estudantes. Que tal falar dos engenheiros???

kkkkkkkkkkkkkkkkkk

Beth disse...

Ae Murdock...para ti:

"Mestres da sapiência. Engenheiros tem um ar superior dentre as outras raças. Foram eles que projetaram os prédios (que desabaram), pontes (que estão caindo), estradas (que estão esburacadas), aviões (que caem), navios (que afundam), plataformas de petróleo (que explodem), enfim, devemos tudo a eles."


hahahahah tô morrendo de rir !!!!