quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

Continuo lendo milagres !!!

Esse negócio de festas, preparativos, término de um ano e início de outro sempre mexeu muito comigo. Fico extremamente reflexiva e de uma sensibilidade inacreditável.


Porém, não estou aqui para falar de mim, não é mesmo? Mas agora a pouco estive pensando no postagem que mais me emocionou esse ano. Nossa! Foi tão fácil me lembrar, contei nos dedos de uma mão.


Bem, o caso de João Hélio foi extremamente significativo, pois foi uma critica que fiz. João Helio, teve seu final derradeiro numa rua aqui do meu bairro. Ele morreu no dia do meu aniversário. Ele morreu. Joaquim Morreu. Maria morreu. Zezinho morreu...e tantas outras crianças tiveram suas vidas ceifadas por causa da coisa mais besta do mundo - a violência. No dia em que eu completar 40 anos, com certeza haverão missas e manifestações por causa do aniversário da morte de 1 ano de João Hélio - isto é, se a memória do povo estiver em dia logo após o carnaval.


Mas eu queria me lembrar de uma postagem que além de ter me emocionado, também representasse vida e me lembrei de Marcela de Jesus Galante Ferreira. Alguém lembra dela? Pois bem...Marcela, agora em novembro, completou 1 ano de vida. Marcela, é um bebê anencefála. Marcela, não sei porque cargas d´água teima em estar viva. Ela desafiou a tudo e a todos e mostrou o milagre da vida. Marcela, emite sons.


Assim que me lembrei de Marcela, corri na net para buscar informações sobre ela. E fiquei muito feliz ao saber que a danadinha ainda está lá, viva e desafiando qualquer compreensão racional para essa teimosia em querer viver.


Não sei quanto tempo ela ainda permanecerá conosco, nesse mundo louco que não respeita os milagres que existem. Mas sei, aliás, tenho a certeza de que valeu muito a pena escrever sobre Marcela. A notícia que li sobre seu aniversário de 1 ano, foi um grande presente de Natal.


Na minha postagem eu dizia: Li um Milagre. Pois é...continuo lendo milagres.



********


Os casos de fetos portadores de anencefalia, bem como de gravidez gerada após estupro são temas bastante discutidos e que ainda dividem a sociedade no que se refere ao aborto. Mas, a meu ver, como mulher, somente uma dor muito grande ou um amor incondicional pode definir o futuro desse ser.


Como cidadã e estudante, vejo como inadimissível, com exceção dos casos acima, num mundo de informação e conhecimento disponíveis, onde metodos contraceptivos são distribuidos gratuitamente, onde há uma grande abertura por parte da mídia, escola, igrejas (com restrições), até mesmo no seio familiar; jovens e mulheres ainda engravidem por engravidar. Jovens e mulheres ainda morram por morrer. Por falta de informação? Não. Por ignorância pessoal, mas nunca por desconhecimento.


Não ia falar sobre isso...só queria falar de Marcela, mas acabei relendo um trabalho que fiz na faculdade. Me lembrei como foi difícil falar sobre esse tema que me foi sorteado. Acho que foi a nota 10 mais difícil da minha vida.


********
Continuo Lendo Milagres!
Obrigada Marcela...

10 comentários:

CECILIA disse...

VAMOS BRINDAR? QUE MENINA ENCANTADORA ESSA TAL DE MARCELA! ESTOU AS LÁGRIMAS DEPOIS DE LER OS TEUS LINKS.A VIDA É ALGO SURPREEENDENTE NÃO É MESMO? E PARA QUE BUSCARMOS RESPOSTAS?

O SEGUNDO CASO É COMPLICADO, MUITO COMPLICADO. MAS CONCORDO QUE HOJE DIA NÃO HÁ DESCULPAS PARA A NÃO INFORMAÇÃO.

BEIJOS

Cármen Neves disse...

Querida, lerei amanhã com calma. Beijos

Luciana Cantanhede disse...

Hoje também li sobre alguns milagres da medicina, na revista seleções desse mês tem uma matéria de um menino que em um acidente com um carrinho de corrida foi "decapitado" internamente pois todos ligamentos do seus pescoço romperam ficando apenas músculos e as veias, ele passou por uma cirurgia delicada aonde a possibilidade de sair com vida era praticamente 0 e nenhum médico havia presenciado situação igual. E eis o milagre, esse rapaz está vivo, anda normalmente e apesar de inicialmente ter problemas com a visão e a fala já está melhorando a cada dia. Milagres existem!
Beijos Beth

Adao Braga disse...

Só prestarei uma reverência. Ficarei em silêncio.
As letras sumiram!

Adao Braga

Ricardo Rayol disse...

Sem querer jogar água no teu chopp mas a menina Marcela não é anencéfala, ela tem um pedaço do cérebro que mantém algumas funçoes vitais em dia... o que pra mim é uma baita sacanagem com a alma dessa criatura a manterem viva.

Pedro disse...

É claro que em um caso de anencefalia clássica a menina não teria sobrevivido tanto tempo. Mas ainda assim é um caso único, e não documentado na medicina.
Mas o que dizer para uma mãe que agora ouve a voz de sua filha? Você deveria ter tirado essa criança? Ou o que dizer para uma mãe que teve o diagnostico de coma irreversive de uma outra filha que sofreu um acidente numa piscina? Bem, somente uma mãe poderia responder.
Não deixa de ser um milagre do amor. Muito bom ler a existencia de casos assim.

Mariposo-L disse...

Beth, não vejo milagres da medicina com bons olhos, acho que a medicina está acabando com o equilíbrio natural de seres humanos no planeta, e numa visão bem realista da situação o planeta não tem mais recursos para isso ...
Sei que é um pensamento malvado da minha parte mas é a realidade .

Gabriel (Sir DoRêgo) disse...

foi bom ter passado por aqui hoje e ter lido vc...
saudações sinceras

luma disse...

Essa sobrevida é um exemplo de luta espiritual. É muita vontade de viver! João Hélio ganhou uma praça com seu nome aqui no meu bairro e não moro no Rio.
Eu não entendo, com tanta facilidade de prevenção da gravidez, a mulher ter gravidez indesejada. Imagina se o aborto aprovado?
Bom fim de semana! Beijus

Wolverine Logan disse...

Bethissima natalina!

Tem um meme pra você lá no blog.

Beijos gostosinha