domingo, 25 de janeiro de 2009

Ossos do Ofício

 

Rio de janeiro_Page000

Recentemente, uma familia de Santos me contratou para fazer um city-tour, em épocas diferentes, num período de poucas horas;  durante uma parada  de um cruzeiro marítimo que estão fazendo pelo litoral brasileiro. O primeiro city-tour foi feito um um lindissimo dia de sol, dias antes do meu embarque para Porto Seguro. O segundo city será daqui alguns dias…

Por aqui, enquanto eu estava em Porto Seguro, só choveu!! Hahahaha….e lá muito sol, sol, sol. E por falar em chuva, putz,  a situação das estradas, algumas cidades por quais passei…JESUS CHRIST…só tristeza devido as enchentes de dezembro e ainda vistas, da janela do ônibus. Adoro viajar de avião, já passei anos de minha vida em aeroportos fazendo ponte-aerea Rio/Recife/Rio, mas as viagens rodoviárias nos aproximam mais da realidade. Mas isso é assunto para um outro tópico.

Voltemos ao city. Putz…que legal ! Adoro essas coisas meio que corridas de  apresentar a cidade em tão poucas horas disponíveis – àquele roteirinho básico que gringo adora, turista brasileiro deslumbra-se  e carioca reclama. Fazer city-tour é um dos meus trabalhos preferidos – eu juro -, principalmente por adorar minha cidade. É o que chamo de trabalhar com prazer e lazer.

E como o Rio de Janeiro continua lindo visto dos seus mais belos pontos turisticos! Mas de todo àquele roteiro básico de city-tour, ir ao  Cristo Redentor, em pleno fervo de alta temporada,  é um inferno; principalmente se for num final-de-semana..

Epa…me perdoe Christ Redeemer…peço perdão pelo inferno proferido diante do inferno encontrado numa das sete maravilhas do mundo moderno. Ir ao Cristo Redentor em plena alta temporada é um programa de indio emocionante e desesperador. Mas depois do escândalo de desvio de verba ocorrido em 2007 na cobrança do pedágio e que chegava a estimativa de 300 mil reais por mês – cerca de 90% da arrecadação –, filas quilométricas de carros, das licitações feitas posteriormente para regularizar a situação; pensei que nessa alta temporada as coisas estarariam mais “mamão com açucar”. Afinal, escândalo resolvido, licitação feita, organização mais transparente…mas não esperava a famigerada confusão a vista, filas e mais filas, sobe e desce, entra e sai. Aliás, brasileiro adora encarar uma fila para isso e outra para aquilo.

Para chegar ao Cristo Redentor há 3 opções:

1 – Ir de trenzinho = R$ 45,00 (lindissima vista)

2 – Ir de Van = R$ 45,00 (ainda tem o previlégio de parar no Mirante Dona Marta)

3 – Ir de carro e lá em cima, na entrada do parque, estacionar o carro em qualquer ponto da estrada, andar a pé e pegar uma van autorizada por licitação que te deixa nas escadarias que leva até a estátua = R$ 13,00. Chegando nas escadarias, você encarar um outra fila para entregar o ticket que você recebeu da van autorizada por licitação.

Legal…tudo lindo e maravilhoso. Boas opções com excelente preços. Mas como nada é perfeito em um final de semana de alta temporada, acontece o seguinte.

1 – Se for de trenzinho então acorde cedo e garanta seu lugar, caso contrário, você compra um ingresso; mas sairá 2 horas depois.

2 – Se for de van. Ótimo, os caras são nota dez em gentileza e presteza. Mas em determinado ponto você pega congestionamento, desce da van e fica num fila enorme aguardando o ticket (que os caras compram para você – já incluso no preço) e um novo embarque em outras vans (àquelas que cobram R$ 13,00 e que te deixam nas escadarias). Perde-se as mesmas duas horas do item 1.

Aliás, uma sugestão: esses mesmos caras que fazem o transporte da Rua das Laranjeiras até o “pedágio” onde compra-se ticket´s para entrar nas outras vans que levam até a escadaria do Cristo Redentor, poderiam também entrar no parque e deixar os turistas no pátio da escadaria. Eu, como turista, veria como uma grande desorganização esse sobe e desce, entra e sai em van´s. O tempo que se perde com isso, é muito desagradável. O bom é que enquanto você espera na fila, observa-se macacos-prego, borboletas, cobras, passarinhos cantando alegremente depois da redução de gás-carbônico na floresta e que eram emitidos em grande massa pelos carros que ficavam buzinando e testando a capacidade de resistência dos seus freios e embreagens. Hoje, um esplendor de natureza ao teu redor, agradece .

3 – De carro. Liberdade pura. Mas o foda é deixar o carro longe, caminhar a pé com crianças e idosos, encarar fila para comprar o ticket da van, ir para a fila da van e depois retornar a pé para o carro. Chegue cedo, estacione perto e seja um dos primeiros a encarar a fila do ticket.

Hoje, quando pedem para fazer o roteiro do city-tour de poucas e rápidas horas, em plena alta temporada, coloco como opção de chegada ao Cristo: “Vôo de helicoptero” – barato, rápido e igualmente emocionante. Com quatro opções de decolagem: Lagoa / Pão de Açucar / Mirante Dona Marta / Porto do Rio; e nove opções de roteiro com preços diversos.. Luxo só…aliás um luxo que pedi de presente de aniversário, só faltando escolher qual dos nove roteiros de vôo eu quero fazer.

Mas querem minha opinião de guia/agente, cidadã e apreciadora dessa cidade babilônica maravilhosa? O Pão de Açucar é um espetáculo a parte. Principalmente para os apreciadores de fotografias, imagens, recantos escondidos. VÁ AO PÃO DE AÇUCAR.

Mas Beth, a gente que tirar foto com o Cristo Redentor ao fundo e temos medo de voar” – Putz…legal…lá vou eu deitar no chão para pegar a melhor posição dos turistinhas com o Christ Redeemer ao fundo. Ossos do ofício…!

cristo-redentor-maravilha

11 comentários:

DEBORA disse...

Alta temporada é uma droga.

Anônimo disse...

Olha como a vida é engraçada. Eu trabalho numa agência de viagens e você é guia. hahaha
É uma confusão mesmo na alta temporada. rsss
Beijas da Ká do devaneio

adaobraga disse...

Isso quer dizer que vamos ter uma guia especial? Esse ano não foi possivel, vamos marcar pra um futuro próximo. Tenho preferencias por empresas do ramo!

Anna Bueno disse...

Vc é guia? Vc deve ter uma paciência de fazer inveja.rsrs
Verão no RJ é uma brabeira mesmo, mas é qdo entra mais grana, né?
Mil beijos!!!

Ela disse...

Sim, fiquei com vontade de conhecer o Cristo.
Uma guia e cidadã e apreciadora, rs.
Fico imaginando que maravilhoso realizar o teu trabalho.

ô vida dura. rsrsrs
Das opções, Preferi o helicóptero.

Marcelo disse...

Ai que saudade de vc e do cristo...perdão com letra maiuscula Cristo...de trenzinho...fui de trenzinho ...adoro viajar de onibus e quando cheguei ao Rio estava vindo de Cruzeiro SP o meu onibus só sairia ás 23hs então fui ao Corcovado....assim eu perguntei pro cobrador do onibus onde eu descia ele disse corcovado? ah o Cristo?´- sim! é lindo o tempo que leva o Castelo ... o onibus acho que era 957 Cosme Velho!

Aquilo é inesquecivel...depois já estive no RIO zil vezes + aquela ´=e mais deliciosa das vezes...acho o Rio meio parecido com Salvador!

bjs

Murdock disse...

Só fui lá uma vez em dezembro de 2004 e até que não passei por tanto perrengue. Paguei 30 reais por cabeça num táxi que nos levou ao mirante também e esperou na volta. Mas pelo jeito agora lá tá diferente com tanto ticket e pedágio, fiquei até perdido nas informações...

Bjs

Maldita Futebol Clube disse...

beth , minha linda , querida e adorada blogueira carioca. dei uma sumida, mas ca estou! Eu de 26 a 31/12 fiquei com o dono da empresa que represento lá de SC, aqui no RJ. Tive que ir a bondinho, pão de açúcar, copacabana, forte, roda, parque da cidade me Niterói, museu,mirante, etc etc etc.. gastei uma baba até pq fomos ao cristo de taxi(50 pratas por cabeça, eu , minha esposa, ele e uma "amiga dele"). Fomos ao porcão rio's (e outras duzentas churrascarias-ele diz que são as melhores do brasil) e foi fopda, literalemnete, foda! E agora dia 28 ele que r passear de helicoptero(caro paracas!), os voôs do crocovado e do bondinho são muito caros, helipontos nem falar. sevc souber de alguem mais em conta me avise please...rs...e não suma tb viu...beijinhos...leandro

Mariposo-L disse...

Pelas barbas do profeta odeio city tour, que mico para ver o cristo heim .....

Nem me fale em chuvas na estrada essas feiras foi chuva atrás de chuva

Beth disse...

Débora = Realmente, é um tumulto daqueles.

Ká = Jura? Eita lelê...vamos conversar e muito sobre isso.

Adão = Como assim? Preferencias por empresas do ramo? Pois é...quando quiser é só avisar que faço um preçinho bem camarada para você na minha diária...hahahahahaha!!!

Ana = Sou guia e agente de turismo. E pouco trabalho no RJ, gosto mesmo de fazer viagens, excursões e trabalhar em roteiros. Essa parte mais administrativa me encanta. Mas, por vez ou outra, faço um city para quem me pede, contrata...essas coisas.

Ela = Como disse uma cliente minha. Ir ao Rio e não visitar o Cristo é como ir a Roma e não ver o Papa. Acho que é isso mesmo. Então quando quiseres vir, aproveito o cara lá de cima com os braços abertos.

Marcelo, meu baiano fofissimo. Uauuuu...que aventura neh?? Muito melhor conhecer o RJ do que ficar aguardando na rodoviária. Esses programas de indio também adoro muito.

Murdock = ainda me perco toda vez que vou ao Cristo com os clientes. As vezes tento facilitar com as compras dos bilhetes pela internet, mas mesmo assim, é complicado.

Leandro (Maldito) = fazer receptivo dos amigos é uma aventura daquelas neh?? Não ganhamos nada com isso e ainda por cima nos divertimos, nos estressamos e nos cansamos. Mas o legal é que para agradar, acabamos indo a lugares onde nunca pisamos ou nunca mais visitamos. Isso é bacana.
Bicho...estou vendo o lance do helicoptero para ti. Um amigo tem um aviãozinho (chique neh??) e ele vai ver alguma boa opção para você fazer esse passeio com teus amigos, mas segundo ele me informou, os preços fornecidos estão bons e acessiveis.

Mariposo = Hahahahahaha...eu até gosto de city-tour...em outras cidades. hahahahahaha !!! Estou fazendo alguns roteiros de city para outros trabalhos que vou fazer esse ano. O operacional é gostoso, mas na hora H...vixi !!!


Beijos for all

DM disse...

Bethíssima:

Sem sombra de dúvida, são os dois melhores cartões postais do Rio, e ir em epóca de temporada alta, é de chorar ... Mas lá chegando, seja no topo do Cristo ou do Pão de Açucar, é de chorar também !!!
Estarrecedor!!!

bJS