segunda-feira, 21 de julho de 2008

Feedback

Fim de férias e volta as aulas, mas mesmo assim passarei ainda esta semana enlouquecidamente organizando coisinhas. Ainda me resta: essa semana de organização e um final-de-semana em Poços de Caldas/MG, a trabalho. Ando enrolada, cansada, atarefada, gripada e sei lá mais o que!!!

No entanto, acabei de receber um desabafo de um leitor que mora na Europa em relação ao texto "Redações Premiadas". O leitor (a), chamado (a) Ferluchesi se mostra indignado (a) com a forma que critica-se o país Brasil - num todo; principalmente tendo em vista o tema proposto pela Unicef e as redações que fizeram parte desse projeto, em especial o texto de Clarice Zeitel Vianna que foi o texto utilizado na postagem. E fazendo um breve comparativo entre a vida na Europa e a vida no Brasil, Ferluchesi informa que o andor não é tão belo quanto aparenta. O (a) leitor (a) pede que divulgue seu desabafo e que ele possa ser audível a quem interessar.

Bem Ferluchesi, meu sonho de Europa se resume a belos passeios culturais e algumas comprinhas básicas, pois ainda acredito que viver aqui vale muito a pena. Mas você deve ter seus motivos para ter escolhido a Europa como lugar para viver. Quais foram? Melhores oportunidades, bolsas de estudo, trabalho? Na verdade, não importa...foi uma escolha sua. A meu ver, o que importa é não deixar de indignar-se, de lutar junto a sua comunidade pelo bem estar social, gritar e se fazer ouvir. Meu amigo Pedro costuma dizer: "Estando longe é que se dá o valor devido". Já meu amigo Jander não se arrepende de sua escolha de vida no pais da Pequena Sereia. Nossos problemas por aqui, são diversos dos dai? Não sei. Recentemente Fernanda, uma portuguesa com certeza, lamentou os vastos campos vazios que encontra em seu pais natal, enquanto "o mundo morre de fome". E, ano passado, fez um lindo post mostrando o lixo no topo do mundo - o Everest.

A meu ver, é muito fácil ser um acadêmico e discutir as mazelas quando não se viveu as mazelas. É o mal da academia. De sociólogo, filantropo, médico e louco...todos temos um pouco.

A única forma que encontrei para que lessem seu desabafo foi transformá-lo numa postagem. No mais, se quiser, disponibilize seu e-mail para que pessoas que costumam passar por esse espaço aqui e que por motivos diversos, assim como você residem, trabalham, estudam na Europa possam se unir as suas indignações e debater esse assunto. Exerça a sua cidadania, pois é um direito seu.


A cidadania é o direito a ter direitos, pois a igualdade em dignidade e direitos dos seres humanos não é um dado. É um construído ao espaço público. É este acesso ao espaço público que permite a construção de um mundo comum através do processo de asseção dos direitos humanos"
(Hannah Arendt)


Ferluchese, in Redações Premiadas

"Oi, tudo bem??
E muito facil dizer estas palavras vis contra o Brasil, sem conhecer o que se passa aqui na Europa, ao menos no Brasil o povo tem algum conhecimento do que acontece na politica e economia, enquanto que aqui na Europa eles escondem tudo e só mostram o que e bom ou o que interessa a eles, mostrando ao mundo que eles sao primeiro mundo.Eu convido ela e tambem todos que pensam mal do Brasil a virem morar aqui e ver o que acontece com pessoas nas macas nos corredores, pessoas indo 3 vezes no medico antes de qualquer exame e hospital com infeccao hospitalar que eles nem sabem por onde comecar para acabar com isso. Fora que o prefeito de Londres hj e um louco que so tem ideias mirabolantes, pior que um Cesar Maia. É so um pouquinho do que sabemos aqui e lemos nos pequenos artigos nos jornais e que os veiculos brasileiros nao publicam ai!!!!
Por favor, repasse este desabafo a seus amigos se alcancar a autora seria otimo, porque ela foi a Paris receber o premio e acredito que so mostraram pra ela o lado bom da coisa como sempre."

3 comentários:

Ela disse...

Na vida a necessidade urgente de manter-se em uma linha tênue. nem tanto ao mar, nem tanto a terra.

Estou bolando um recarregador para dias como este seu.
veja lá

Murdock disse...

Tem uma coisa. Vejo brasileiro indo pra Europa, EUA, e dizendo que lá que é bom pra viver, que lá fora é bom, aqui é ruim. Queria ver dizer isso depois de voltar da África, Iraque, América Central...
Mas acho também que brasileiro gosta muito de exaltar o que aqui tem de ruim e até achar coisa ruim no que aqui tem de bom. Pelé, futebol, astronauta, Rio de Janeiro. Lá fora batem palmas pra gente e aqui dentro ficamos com uma arrogância a criticar nossos valores.

Renata!!! disse...

Bah...eu nem sei o q dizer...pretendo viajar...nao sei se vou morar fora do Brasil!
Mas as vezes eu tenho vontade d chorar de raiva por ter nascido aqui...é tanta desigualdalde...e o povo só é brasileiro na copa do mundo e nas olimpiadas!!!
Os politicos estao contando os dias para as olimpiadas!

Beijinhos e até