sexta-feira, 4 de janeiro de 2008

O próximo da fila

Não deseje alguém que apenas te olha por causa de seus predicados domésticos, sexuais ou maternais. Você é muito mais do que meros predicados para um outro alguém.

Não chore por àquele cara que não te ligou no dia seguinte ao beijo na boca ou da foda do ano, pois se ele não te ligou nem para te dar um bom dia, então, é porque você não foi tão importante assim para ele. Mas você é importante para alguém que ainda não prestou atenção e que fica encantado toda vez que te vê passar.

Não se apaixone por àquele que quer uma dama intelectual na mesa, uma puta na cama e uma mãe para cuidar dos filhos e que ainda te coibe de crescer. Mas apaixone-se por quem ri das besteiras que você fala, ou dos micos que você paga junto aos amigos, ou pela forma estabanada de você ser. Pois esse sim, é capaz de te amar para o resto de uma vida.

(Beth)

*****

Estava lendo um post de Jullie e comentei mais ou menos isso ai acima. Mentira, comentei muito menos do que queria dizer. Decidi complementar meu comentário por aqui mesmo. Mas, dia desses, escrevi lá no Curral de AP e DM mais ou menos isso também. Mentira! Disse que a fila andava e se o cara não me ligou é porque eu não era tão importante assim. AP acha "a fila anda" uma frase cretina. Concordo e vou mais além - acho cretina e vulgar. Mas o próximo da fila pode ser àquele cara gente boa do texto acima.

...E meu amigo de lindos olhos azuis, trinta e muitos anos, solteiro, lindo, independente, piloto de vôo-livre, dentista...anda suspirando pelos cantos da blogosfera e pensando em pegar o carro e sair por ai pensando na vida e jogando um cadinho de bola com os amigos. E o outro de quase trinta, morenaço, lindo de fazer inveja à Narciso anda doido para poder amar quem o ame. E o outro de vinte e poucos anos...

Ahhh! Mas o coração não escolhe a quem desejar, chorar, apaixonar. Ahhh! Mas tudo passa, a uva passa, o ferro passa e a poupança Bamerindus era uma furada. Mas ter amor-próprio faz um bem danado.

E minha amiga, mais uma vez, cancelou o casamento a poucos meses dele acontecer - não existia tanto amor assim para casar.


13 comentários:

Ricardo Rayol disse...

Apoiadissimo, auto estima é tudo e se amar alguem é coibir de crescer esse amor é furadissimo.

bruno disse...

amor não existe pouco, ou existe, ou não...

Pedro Brand disse...

Amor-próprio essa é a palavra chave para tudo.

Wolverine Logan disse...

Falou bem Bethissima, estou com você.

Beijos

Nil Brito disse...

Navegando pelos blogs eu percebo uma carência enorme, principalmente entre as mulheres. Ai, que vontade de encontrar o "cara lindo de olhos azuis, trinta e muitos anos, solteiro, independente, piloto de vôo-livre", profissional bem sucedido e que vá rir das besteiras que vc fala, dos micos que vc paga...

Ah, sinceramente, meninas...
Vcs vão continuar nessa carência, nesse sonho e nessa secura durante mais um ano inteirinho... (rs)


Só pra te provocar!

Abs do Nil

Adao Braga disse...

Beth, a fila andar não é o problema.

A questão da fila andar é que a maioria deseja mesmo, é achar alguém na fila, e acabar com ela por longo período!!

A fila anda, e isso, é que tem levado muitas estão a dizer:

- A fila anda!
- A fila anda?
- Até quanto andará?

Bill disse...

Obrigado pela visita lá na redação! Vou te linkar e adicionar no mailing do jornal, beleza? Volte sempre! Quanto a esses casos de amor, eu nunca entendi bem! Quando eu penso uma coisa, é outra!
Bjos!

Sandra Leite disse...

Opa,

Adorei o post e queria agora completar a provocação do Nil. Não são apenas mulheres que estão carentes, vocês meninos tb estão ;)
Talvez nós temos menos medo da expoição, acho que é isso ....
Mas mandou bem, Beth!
Nil, te adoro ;)

beijos

Sandra Leite disse...

corrigindo :

* menos medo de exposição....

Luciana Cantanhede disse...

A busca pelo amor pode ser terrível, cansativa, desistimulante. E mesmo após de muitos anos de namoro ou convivência alguns (se não a maioria) não podem dizer se está com a pessoa certa. Por isso é essencial a auto-estima, ela funciona como um guia para não cairmos em garras erradas e "ser muito mais que meros predicados".
Seu texto é muito lindo!

Também concordo com a pergunta do Adão:
- Até quando andará?
Uma coisa é certa, não dá pra ficar esperando o príncipe encantado.
Beijos

SOS online disse...

Grande blog, jovem, corda solta, a dona é mimosa e inteligente...muito prazer e Feliz Ano Novo.
Deixo o meu desejo de 2008 cheio de tudo do melhor e espero-te nos meus dois cantinhos preciosos para mim: http://s.o.s.miseria.blogspot.com onde dou tapa em ponta de faca e no outro http://criticaedenuncia.blogspot.com onde estou falando de Criacionismo e Evolucionismo hoje.
Prazer em te conhecer e um grande beijo.
Alda Inacio

Juℓi Ribeiro disse...

Beth:
Adorei o seu texto.
Ele é maravilhoso!

Minha avó dizia que:
"o primeiro amor é o último"...
Será que sempre existiu a tal fila?
(Risos...)
Quanto a carência que Nil fala,
concordo com a Sandra Leite,
os homens também são carentes.
E com a luciana quando disse que
é essencial a auto-estima.

Me perdoe mas não resisti a vontade
de deixar um texto aqui.
Está relacionado com a postagem.

•¸.•“´•ஆঔ•`“•.¸•ஆঔ•¸.•“´•ஆঔ••`“•.¸

"Goste de alguém que te ame,
alguém que te espere,
alguém que te compreenda
mesmo nos momentos de loucura.
Goste de alguém que não te traia,
que seja fiel, que sonhe contigo,
que só pense em ti, no teu rosto,
na tua delicadeza, no teu espírito;
E não só no teu corpo, nem em teus bens...
Goste de alguém que te espere até o final,
de alguém que sofra junto contigo,
que ria junto a ti, que enxugue tuas lágrimas,
que te abrigues quando necessário,
que fique feliz com tuas alegrias
e que te dê forças depois de um fracasso.
Goste de alguém que volte
para conversar depois da briga,
depois do desencontro.
De alguém que caminhe junto a ti,
que seja companheiro,
que respeite tuas fantasias, tuas ilusões.
Goste de alguém que te ame.
NÃO GOSTE APENAS DO AMOR,
GOSTE DE ALGUÉM
QUE SINTA O MESMO POR VOCÊ..."

(Desconheço o autor)
•¸.•“´•ஆঔ•`“•.¸•ஆঔ•¸.•“´•ஆঔ••`“•.¸,•¸.•“´•ஆঔ

Beijocas.

Kaká disse...

Amor próprio resolve tudo! E rir de si, do outro (com respeito) e aceitar que o outro ria - e muito - de você (com respeito) é muuuuuuuuuuuuito bom!!!! Especialmente se a pessoa é como eu, que paga um mico atrás do outro!!!!! hihihihihi!

Amiga, posso colocar esse texto seu no meu blog? Achei o máximo! Adorei!!!! (claro, irá com crédito seu!

COnfirma pra iêu, tá? E não pense que esqueci que você tá me devendo uma vinda aqui, não, heim?

Abraço! E vou-me agora! Soninho!