quinta-feira, 5 de julho de 2007

Vai rolar !!!

Meia hora após o fechamento da edição anterior, ops, do texto anterior, foi noticiado pela imprensa a liberação do show Live Earth, no dia 7 de julho, em Copacabana - Rio de Janeiro, a partir das 16 horas. Enfim, a cidade não ficará fora desse grande acontecimento mundial, a Xuxa cantará livremente o seu Ilariê e o Bon Jovi ficará em Nova York (que peninha!).

A nota do portal G1, informa que o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, avaliará o impacto ambiental na região durante o evento, haja vista, a grande emissão de gases carbônicos que poderão ser jogados no ar durante o show. Tal preocupação, se destina tão somente, por não haver em Copacabana, em sua rotina diária, nenhuma agressão ambiental, sonora e visual aos seus moradores e visitantes, mas durante o evento do Live Earth pode ocorrer tal dano.

Divirtam-se. E não esqueçam de recolher o lixo que será destinado à reciclagem.


..... Enquanto isso, na sala de justiça: pelos poderes de Grascow, eu acho que vi um gatinho, super-mouse e seu amigo....o jeito é aguardar as cenas do próximo capítulo.



8 comentários:

Pedro disse...

e vc ainda duvidava? Mas entenda a preocupação é um bairro modelo no quesito preocupação com o meio ambiente. Mas a pergunta é? será que a preocupação sempre ocorre em época de Reveillon? Quando o bairro recebe mais de 2 milhões de pessoas? Pura demagogia.

Pedro disse...

A promotora deve estar querendo enlouquecer você, a imprensa e os orgãos publicos. Acabei de ler que ela vai recorrer da decisão.
hahahahahahahhahahahaha
calma
calma
calma

Ricardo Rayol disse...

isso que eu chamo de baita babaquice, os caras se matando na Penha e arredores, uma guerra civil, e estão preocupados com emissão de gás carbônico? tão de sacanagem. Deviasm mesmo é se preocupar com a Xuxa cantando.

Beth disse...

Pedro e Rayol = pura demagogia, pura babaquice...pura falta do que fazer. Não quero nem imaginar como vai ser essa semana pré-PAN.

Não sou contra o show, afinal, qualquer forma de manifestação cultural é bem vinda. Mas vamos combinar: preocupação com a emissão do gás carbonico em um bairro que sofre com emissão de gases poluentes todos os dias é realmente o cúmulo do absurdo. Acho que a nobre promotora deve estar sem o que fazer, não conseguiu de um lado, tentará de outro.

Luciana Cantanhede disse...

que confusão né... eu não sei de que lado fico pq pelo que li no site, o show que é para beneficio do meio ambiente também vai agredi-lo um pouco nesse dia... e eles ainda vão receber indenização se o show ocorrer né?
Nossa que confusão.

Pequenos Capítulos de uma Verdade disse...

Não está esta senhora confundindo as áreas de rixas e debates ente a turma do Software Livre X Microsoft?

Duvido que não estarão por lá!

Gostei do novo avatar!

Um cheiro!

Pedro disse...

Por acaso o som das guitarras são emissores de gás carbonico? O Ministério Publico nunca atentou para a quantidade de poluentes que acontecem no Reveillon no mesmo bairro? Eu acho um puta evento, muito legal mesmo. Mas esse questionamento do MP está fora de proposito. O bairro sofre muito mais com a poluição diária do que num evento como este. E no show dos Rolling Stones a preocupação existiu? Segurança Publica de um lado, Meio Ambiente de outro é tudo desculpa esfarrada para mostrar serviço.

Beth disse...

Pois é Luciana, mas todo grande evento desse porte causa um dano ambiental que vai do simples lixo ao energia usada. Mas o objetivo do Liver Earth é justamente mostrar que alternativas são possiveis para diminuir o impacto. O lixo será destinado à reciclagem, o combustivel será o biodiesel. Mas a pergunta é o porque de tanta desorganização às vesperas de um evento. O MP ainda vai tentar recorrrer em segunda instância e ainda assim vai ficar de olho no dano causado. Mas a minha pergunta é a mesma do Pedro: será que no Reveillon e em outros shows que acontecem em Copacabana essas observações são atentadas? Essa é a grande questão.

Acho que o RJ carece em todos os setores de uma vigilância maior do MP, principalmente no que se refere a Segurança Pública.