terça-feira, 17 de julho de 2007

Alicerce

Foto de Bill Atckison

Não chuto as pedras que encontro no meu caminho, me ensinaram a recolhê-las e guardá-las; não servirão apenas para recordar das pedradas que tomei, dos tombos que levei, dos dedos que quebrei, as lágrimas que derramei, mas servirão principalmente para que se tornem o alicerce na construção do meu castelo.


No meio do caminho

No meio do caminho tinha uma pedra
tinha uma pedra no meio do caminho
tinha uma pedra
no meio do caminho tinha uma pedra.

Nunca me esquecerei desse acontecimento
na vida de minhas retinas tão fatigadas.
Nunca me esquecerei que no meio do caminho
tinha uma pedra
Tinha uma pedra no meio do caminho
no meio do caminho tinha uma pedra.

(Carlos Drummond de Andrade)

3 comentários:

Julie disse...

Ameiiiiii!!!!

A verdade é que nao sao as pedras tao vilãs... E quando te falo que ensino meus pequenos a lidarem com as pedras é porque nunca quero que eles se detenham nos degraus da vida por acharem que sao pequeninos. Eles têm que tomar cuidado é com as lascas e espinhos no chão...Mas, que recolham tambem...para construirem suas fogueiras e dar-lhe o calor quando o frio chegar...
Te amo amigaaaa, ameiii o texto!!

Claudya disse...

Uma das minhas poesias preferidas do Drummond! Vou ver o meme que vc. me mandou ok... Bjos...Linda música!

Sir DoRego disse...

perfeito inspirador e inspirado...extremo o escrito...extremo..
saudações sinceras