sexta-feira, 4 de maio de 2007

Acasos?

Dezenas de pessoas perambulam diariamente por nossa vida. Algumas, deixam cicatrizes profundas, ou bons ensinamentos e vão embora. Outras, estão realmente de passagem e sequer se despedem, ou dizem: muito prazer em te conhecer; preciso ir. E ainda, há àquelas que permanecem por um longo tempo, quiçá, por uma vida inteira.

Muitas vezes, faz-se necessário, ser andarilho solitário. Aprender a se conhecer, para poder, enfim, se doar. Entender, em um futuro próximo, o motivo dessa permuta entre almas que se encontram e se reencontram em suas trajetórias. Afinal, nada é por acaso - tem que acontecer. Ciclos necessitam serem finalizados, para que outros sejam iniciados.



..."apenas uma deixa para o próximo texto... em um futuro próximo."


3 comentários:

Kaká disse...

Já leu um texto chamado "Estrelas e Cometas", Beth Dory? Vou procurar pra te mandar...

Sabe, um dia ouvi/li uma expressão "... num dia não tão longínquo..." que me fez, desde então, pensar sempre na esperança das possibilidades...

Não sei porquê mas ler seu "Acasos?" me trouxe este pensar à memória! Um ótimo dia pra vc. Grande abraço.

Beth disse...

Mandaaaaaaaaaa que quero ler.
"Acasos" é realmente o inicio de um crônica que me deu preguiça de dar continuidade as duas horas da madrugada. Um dia quem sabe o "acaso" faça sentido. kkkkkkkkkk

Fernanda disse...

Há também, Beth, aquelas pessoas que passam por nossa vida num momento fugaz e deixam marcas para sempre.O acaso não existe, tudo está ligado, ainda que no momento não pareça.
Bom fim semana!
Beijos.