sábado, 28 de abril de 2007

A B C ...

O quadro "soletrando" do programa Caldeirão do Huck é bem interessante. Muitas vezes, meu sobrinho, de seis anos, adentra minha casa gritando com àquele sotaque carioca gostoso de se ouvir: "tiaaaaaaaaa a palavra é..." e passamos horas brincando de soletrar e criamos até no imaginário nossa campainha onde, um dos dois (???), será reprovado na brincadeira.

Me divirto quando ele não conhece a palavra ou os acentos e recorre ao dicionário diante de uma pequena dúvida. Sim, o xodó da titia abre um dicionário e só tem seis aninhos. O Vitor não se intimida e se estiver com preguiça de recorrer ao grosso Aurélio da tia dele, então, com seu olhar curioso e encantador, pergunta: o que significa isto?

Acho legal esses programas para jovens, pois aguçam a curiosidade. Ainda bem que os participantes estão na pré-adolescência e já aptos, eu creio, a saberem lidar com competição, afinal, - perde-se ou ganha-se - no jogo, ou na vida e, particularmente, acho saudável. Vitor adora o programa global, mas não sabe perder e fica deveras invocado quando perde em qualquer jogo. Ele só tem seis anos, pode mudar - assim espero.

Um comentário:

Pedro disse...

Teu sobrinho é uma figura rara. Pequeno gênio. Deus que o abençoe com toda a sua infinita misericórdia.