domingo, 18 de março de 2007

Quero contar vidas


Ontem passei o dia incomodada, diria até, com vontade de ir no banheiro e dar uma de bulimica e vomitar as coisas que leio, ouço e vejo. Um dia, eu paro de ler jornais.

Uma criança de oito anos, no Maranhão, matou outra criança de três anos, simplesmente porque não ia com a cara dele. Três jovens estupraram sua amiga de infância e vizinha, filmaram tudo no celular e divulgaram na internet para os amigos do colégio que ficaram rindo no dia seguinte e comentando pelos corredores. No Sul, um jovem de vinte e dois anos, estupra e mata uma criança de um ano e meio. E no Rio mais um morre de bala perdida. Daqui a alguns dias será o quarto ano da morte de Gabriella, será que alguém ainda lembra dela?

"Quão triste e significativo foram as cruzes fincadas na areia; areia que o vento leva para longe e onde o mar apaga nossas pegadas". - pensei isso ai com os meus botões.

O contador do budy count continua girando, contando as mortes, esperando que algo mude. Qual é o link que conta as vidas? Os nascimentos? Alguém sabe? Gostaria também de linkar a vida no meu blog. Afinal, quero ser uma macaca que faz a diferença, não aos olhos dos que me lêem, mas aos olhos de minha própria consciência.

Dia 26 de março, mais uma mobilização, na Cinelândia, as 19:00 horas. Vou nessa, preciso me reenergizar com gente do bem, gente que não é indiferente, que dá a cara a tapa, vai às ruas e diz e não cansa de dizer: CHEGA...BASTA.

Faz tempo que levantei o traseiro da cadeira virtual e dos bancos acadêmicos e resolvi olhar as mazelas de frente, encará-las. Confesso que foi duro no início, chorei muito, mas é bom saber que há algo além dos muros do seu castelo que clama por você, a vida precisa de você, a vida precisa tocar em você, mas ainda assim, o Ser Humano me choca.

Ontem, fui colocar uns videos no orkut da Manuela (minha cachorrinha) e estava procurando videos institucionais até mesmo para homenagear um belissimo trabalho que uma amiga faz com os animais abandonados e vi vários videos da Peta, ou melhor, tentei vê-los, mas não deu. É muita bestialidade para quem se diz ser "Ser Humano", afinal, faz com um bichinho, faz com gente também.

A semana começa no domingo não é mesmo? Então, boa semana para todos nós. Desculpem o mau jeito, mas tá foda.


Esta é minha postura


Marcoooooooooooooooooo .......... depois desse exorcismo e antes de voltar aos estudos acadêmicos, vou amenizar o tico e teco com teu vídeo. Àquilo lá é música aos meus olhos.

4 comentários:

Marcelo disse...

que bom te ler
que bom te sentir
ufaaaaaaaaaaaaaa
deu vontade de ir a igreja assistir a missa.
uma semana de paz para você minha doce amiga

Kaká disse...

putz... não consigo comentar, não. e q diferença faz? tenho q agir mais. falar menos. amar. boa semana pra ti tb, linda!

Efeitos disse...

Tudo isso é muito triste, mas o que está acontecendo não só no Brasil, é a banalidade que está sendo visto a morte. Em qualquer noticiário, quando mostrado a morte de pessoas inocentes, parece não chocar ninguém mais. Parece que as pessoas estão achando comum tudo isso. Pode ter certesa que o que aconteceu ontem, poucas pessoas se lembram!
Como se chamava mesmo o menino que foi arrastado pelas ruas do Rio mesmo? Puts não me lembro mais!
Infelismente é o que está acontecendo, e cada um só acorda quando essa violência atinge sua própria familia.
E que Deus nos ajude. Só ele mesmo.
( O garoto que foi arrastado violentamente e covardemente por aqueles animais se chamava JOÃO)

Beth disse...

Só para dar um up nos comentários e porque não cabe mais colocar no texto - Alea Jacta Est.

Hoje, ao sair para comprar meus jornais, tentei achar a rua em que o corpo do João teve seu derradeiro fim, afinal, foi no meu bairro que tudo se findou. Fiz uma caminhada silenciosa, mas não consegui localizar, também não perguntei para ninguém, não quis perguntar.
Fiz minha caminhada silenciosa e orei pela infância que se perde, por familias que choram e por todos nós.

Uma semana de muitissima paz