terça-feira, 14 de abril de 2009

O Barato da Vida

 

DSC00193 (foto de arquivo pessoal)

Durante o nosso retorno para o RJ, logo após a decolagem – depois passarmos alguns dias em Pernambuco e Paraiba -  falei para o maridão: - “Bicho, sabe qual é o barato da vida? É saber que em algum lugar lá embaixo está chovendo muito (haviamos saido de Recife debaixo de forte chuva) mas que o sol, de alguma forma, está  acima das camadas de nuvens de chuva. E mesmo que sejam muitas camadas acima, ele sempre estará brilhando. ”

A viagem foi maravilhosa tanto em âmbito profissional quanto pessoal; fiquei um pouco febril durante minha ida à Porto de Galinhas, mas não impediu de dar atenção ao grupo e um abraço apertado no saudoso e querido Wolverine (que está a mil por hora, cheio de planos, projetos e estudos. E que cara maravilhoso, educado, gentil e inteligente…).

Pena que com a correria do trabalho, eu e Juli Ribeiro não nos encontramos. Batemos um longo papo pelo telefone, pensamos em alguma alternativa de última hora para selarmos nosso encontro, mas não deu. Mas como ela é um sol…muito em breve estaremos juntas.

Apenas esqueci de dizer para o maridão que não é só e tão somente o sol que brilha acima das nuvens de chuva, mas as pessoas também brilham. Juli e Wolve são assim, partes desse barato da vida.

9 comentários:

Anônimo disse...

Quando Kátia e os meninos foram pra lá, não conseguiram vê-la, no entanto, já recebi convite para passar por lá.

Qualquer dia, chego ao RJ também. Eliseu, meu irmão caminhoneiro, já abriu a porta do caminhão, e já deixou o aviso:

- Quando quiser ir é só avisar.

Murdock disse...

É aquilo, o lado bom das coisas é que elas podiam estar piores rsrs

E valeu pelos parabéns ;)

Juℓi Ribeiro disse...

Beth:

Que postagem mais fofinha...
Só posso dizer que o barato da vida
é ter sua amizade.
Você é luz...
Beijocas.

Maldita Futebol Clube disse...

O barato da vida é amar! e quando se ama tuydop é o mór barato, sacas? rs e no seu post só pensei na musica do stitãs...enquanto houver sol!...beijos sumida!

Anônimo disse...

Beth,
O barato da vida é chegar em casa cansado, ligar o computador, fazer uma pesquisa no google, encontrar o teu blog e dar de cara com essa imagem maravilhosa, esse texto carinhoso. Sempre procuro sentar na janela durante minhas viagens aéreas. E sempre fico em busca do sol ou das estrelas.
Um abraço
Paulo

Julie disse...

Eu não sou a Juli do texto acima, mas o barato da Julie do texto abaixo é que, tambem te amo do jeito do barato da vida!

Viajando ao Ecuador na semana santa, minha filha numero 5 perguntou: "Mamãe cade Jesus? Ele não fica nas nuves???

Só disse: Ele esta do outro lado do avião...
Tem alguma resposta para me ajudar??? hihihih

SAUDADESSSSSSSSS

Gabriel disse...

O mais legal ainda é saber que o sol sempre tá brilhando nao importa a quantidade de nuvens...de alguma forma...ele vai brilhar...continuar...uma fresta vai achar...o sol vai sempre continuar a brilhar...e isso por si só já é um grande barato...tanto quanto as amizades...e essas por vezes substituem a ausencia temporaria do sol...embora ele sempre volte a brilhar...
beijo

Marcelo disse...

Todos os Solares desta vida prá voces!

bjs e boa semana

Ela disse...

A imagem é maravilhosa!

E o sol brilhando sempre, acima de todas as nuvens , é a esperança que move o mundo.

saudade de ti.