sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Solidariedade à Santa Catarina – Parte II

"Solidariedade, amigos, não se agradece, comemora-se."

(Betinho)

A queridissima Carmen Neves, poetisa e moradora de Criciúma/SC, enviou-me por e-mail um belissimo e  emocionante trabalho feito por Helga Zimmerman, sobre a situação em Santa Catarina. Chama-se “A Tempestade e a Solidariedade”.  Cármem aproveita e diz que está tudo bem na região de Criciúma, cidade onde ela mora.

Assistindo ao vídeo desejei que quando tudo isso passar, espero assistir na TV que emburrece, ler nas páginas virtuais ou nas de papel na banca de jornal  da esquina, uma grande manifestação de solidariedade e cidadania para àqueles que perderam tudo.

- Que as faculdades de direito, os MP´s e Seccionais de OAB no Estado se unam e emitam documentos para àqueles que perderam tudo.

- Que contadores de histórias, voluntários e  Papai e Mamãe Noel apareçam nos abrigos e distraiam as crianças com novos livros, cadernos, canetinhas e briquedos que serão doados. E que elas não cresçam com o sentimento de desesperança nos seus corações pueris.

- Que as indústrias, comerciantes, logistas, camelôs, sacoleiros  de outros estados possam doar material de construção, roupas, remédios, alimentos para que a vida de muitos possa recomeçar.

- Que parte da arrecadação do Natal Sem Fome, que quiçá será rico em doações, siga para Santa Catarina.

- Que as doações de sangue foram recorde em captação.

- Que o Estado e as Prefeituras, enfim, irão planejar suas cidades em plena comunhão e harmonia com a natureza.

Em tempo, vale lembrar que a Defesa Civil no Estado de Santa Catarina, segundo reportagem do Portal G1,  pede que sejam doados preferencialmente os itens abaixo relacionados. Na mesma reportagem tem uma relação de telefones e links de contatos nas principais cidades para que as doações sejam centralizadas e posteriormente enviadas; além de dar dicas de como devem ser procedidos na escolha do material a ser doado. (não deixem de ler a reportagem)

- Água potável
- Alimentos não perecíveis.
- Material de higiene pessoal, como escovas e pasta de dente, sabonetes, absorventes femininos e fraldas descartáveis.
- Produtos de limpeza

A Tempestade e a Solidariedade
View SlideShare presentation or Upload your own. (tags: brazil)

Um comentário:

Mariposo-L disse...

Beth, algo de muito estranho esta acontecendo comigo sobre essa catástrofe, vejo isso todos os canos com enchentes aqui em Sampa tipo zona Leste, o que diferencia lá no sul atingiu um numero maior de pessoas ... Até mesmo ai no rio logo depois do Carnaval sempre chove, cai morro para tudo que é lado gente soterrada Pergunto o que diferencia ???? Te respondo o Dramalhã que a Tv resolveu fazer .... Mas de qualquer forma eu muito chateado com essa situação ....

Bjs ... e a Fac??? fechou todas as meterias ???