sábado, 2 de agosto de 2008

Maniqueistas

 

Brillat-Savarin disse que "a descoberta de um novo manjar causa mais felicidade ao gênero humano que a descoberta de uma estrela". 
Mas o novo manjar, além de nos dar felicidade, pode causar a obstrução de nossas veias, com resultados fatais. Ah, esse maniqueísmo...

(Rubem Fonseca)

A resposta dele foi o silêncio. Ela não mereceria nada mais além do que o silêncio.

Para ela, nada era mais lúgubre que o silêncio dele após descobrir que havia um outro nem tão importante assim na vida dela. Era apenas um outro - em argumentos -  apenas diversão, fantasia, loucura, vazio, nada.  O silêncio dele, era um punhal penetrando em sua carne. Antes  quebrasse a casa, xingasse, batesse nela,  mostrasse sua raiva, seu ódio, sua decepção.

Ele nada disse,  silenciou. Arrumou as malas. Passou os olhos pela casa. Pensou. Não partiu. Ligou para o arquiteto amigo, encomendou  reforma do apartamento recém adquirido. Atormentou-a - nada proposital - com presença diária em  passos pesados pela casa.

Como esposa, visualizava uma nova chance na  não partida dele; tentou recuperar o elo rompido. Se tornou presente onde antes era ausência.

O apartamento está pronto. Taciturnamente, ele partiu.

 

O homem pode suportar as desgraças, elas são acidentais e vêm de fora: o que realmente dói, na vida, é sofrer pelas próprias culpas.

(Oscar Wilde)

 

5 comentários:

adaobraga disse...

Bem que poderias ter alertado ao final:

- Esta é uma obra de ficção, e qualquer semelhança, será mera coincidência.

Amo esta maneira indireta que você usa nos textos. Estas palavras, estes textos indiretos, as frases não escritas, e que ficam em relevo, são fascinantes.

Além de maniqueístas, muitos parecem inspirar-se na literatura e idéias de Donatien Alphonse François de Sade, mais conhecido como Marquês de Sade, ou pelo termo mais usualmente usado: sadismo.

Pedro disse...

Duvido que seja obra de ficção.

Um belissimo texto que mostra a dor de um amor através da decepção implicita no desprezo. Uma bela e inteligente resposta que ele deu diante da traiçao descoberta. E ainda dizem que homens não são fieis e que são incapazes de forma inteligentes de dizerem basta.

beijão flor de lis

Marcelo disse...

juro que se vc fizer um filme eu assisto...belo conto, belo ponto de virada...e belas citações!

bjs ...qdo eu ler o texto no trabalho eu lhe digo!

obrigado e beijo grande!

DM disse...

Nossa, a coisa anda realmente reflexiva e profunda por aqui!!!

Belo texto Bethíssima, aliás suas fontes inspiradoras para o mesmo, são acima de qualquer suspeita mesmo ! O silêncio por si só, fala mais que qualquer palavra mal pronunciada, e é sempre muito revelador!!!

Beijos e parabéns, vaca de volta a dar pitecos nos blogs dos amigos!!!

Sandra Leite disse...

Beth,

Wow! Vingança maior que o silêncio? Estou pra conhecer. Prefiro os gritos, a loucura.
Culpa, nossa amiga culpa...


beijos