sábado, 30 de junho de 2007

Ser Criança é...

Unicef: risco para crianças no Alemão é igual ao de Gaza

Um comunicado oficial do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) divulgado hoje, em Nova York, coloca as crianças e adolescentes que vivem no Complexo do Alemão, no Rio de Janeiro, no mesmo patamar de vulnerabilidade de crianças que vivem em situação de extrema pobreza em regiões de conflitos armados, como a Faixa de Gaza, o Afeganistão, a República Centro-Africana, o Nepal e o Sri Lanka... (para ler a matéria completa)

Essa semana conversei com uma amiga sobre Sindrome do Pânico. Ela me relatou que em recente visita à sua médica homeopata, pôde observar um grande número de crianças no seu consultório. Findada a consulta, questionou sobre àquela quantidade de menores na ante-sala e ficou surpresa ao ouvir que grande parte dos pacientes infantis também eram portadores da sindrome do pânico.

Esse ano, no dia 13 de julho, dia do inicio dos Jogos Pan-Americanos, o Estatuto da Criança e do Adolescente irá completar dezesete anos. A meu ver, juntamente com o Código de Defesa do Consumidor, é uma das melhores leis existentes no nosso pais, no entanto, os seus principios fundamentais são muito pouco observados pela sociedade no geral.

Juntando alhos mais bugalhos, pensei: será que "após, resolvido os conflitos, nessa comunidade, ou em qualquer outra" o Estado ou a sociedade civil organizada irá se propôr fazer um acompanhamento, de perto, nos traumas psicológicos que essas crianças estão sofrendo? Crianças sofrendo patologias próprias dos adultos já é por demais preocupante. Mas diria ser indígno quando essas patologias são causadas pela ausência do poder público numa região, principalmente não só prejudicando o futuro cidadão que está se formando, mas pôr ferir a dignidade do ser humano...e toda criança é um ser em formação, deveria apenas brincar, estudar, ter condições saudáveis para seu desenvolvimento.

3 comentários:

Ricardo Rayol disse...

E que a maquiagem do PAN dure pelo menos um ano.

Marcelo disse...

Acho que não tem solução Liz e as crianças acabaram virando adultos conformados. Poucos saberão superar o que vivem diariamente.
Um pena.
bjs

DM disse...

Ai Beth:

Como profissional do direito, acho que os dois diplomas legais carecem de muitas falhas, tantas que não para contar ... Mas a intenção é válida, mas o mundo não precisa só de intenção e sim de atitutes !!! As idéias externada em seu Blog, por certo já são uma !!!

Beijos