domingo, 3 de junho de 2007

Em tuas ruas...me reencontro.

São Tomé das Letras/MG
Tela de Marilyn Diggs

Estou indo para São Tomé das Letras...

São Tomé
Das letras
Das fantasias
Das montanhas mágicas
Ó...linda terra das Minas Gerais

São Tomé
Das letras nas grutas
Das escritas mal escritas

Dos olhos voltados para o céu
Das palavras benditas

São Tomé
Dos gnomos e duendes

Das fadas e Iara
Do rosto da bruxa na pedra

Dos olhos que enxergam por mim

São Tomé
Dos malucos e chapados
Dos hippies e caretas
Dos cogumelos no pasto

Das letras do poeta Ventania

São Tomé

Da lenda de Chico
Das vozes nas cachoeiras
Das borboletas azuis

Das pedras chutadas no caminho

São Tomé
Das casas e ruas de pedra
Dos meninos descalços
Do céu límpido
Das estrelas cadentes


São Tomé

Das noites frias
Do luau na pirâmide
Do back no cruzeiro
Da cachaça ao som de Raul

São Tomé
Sempre que precisar
Irei me reencontrar em ti.




6 comentários:

Sir DoRego disse...

Saudades dessa pequena cidade....muitas saudades....será que ainda continua aquela São Tomé mistica...com os velhos hippies...com as bruxas...e com o pessoal andando de cobertor pelas ruas com garrafoes de vinho nas mãos...Bom...conte quando voce voltar que cidade encontrou...quero muito saber como está hoje a velha São Tomé...

Beth disse...

E vc ainda dúvida que a velha São Tomé não mudou? Nada mudou nesses ultimos 15 anos. Ahhhh sim ... mudou ... agora não me perco mais antes de chegar na cidade ... asfaltaram a estrada e não corro mais o risco de ficar as madrugadas frias, sempre frias madrugadas perdidas no meio das fazendas antes de chegar à cidade e torcendo para algum capiau me ensinar o caminho das pedras.
São Tomé continua São Tomé ... só vendo para crer. Aparece por lá ... tenho certeza que os elementares vão adorar te rever. Olha o Halloween chegando ... o tempo voa e as bruxas também.

Namastê

Ícaro Estrela disse...

Nossa, gostei mto do seu blog, de longe o mais criativo e interessante. Olha, esta poesia sobre São Tomé das Letras é maravilhosa. Deu até vontade de deixar a minha costumeira preguiça de lado e me aventurar a conhecer, nas próximas férias, esta cidade. Quero agradecer tmb pela visita e por ter me add aos favoritos. Comecei há pouco tempo e estou precisando vender o meu peixe.Como forma de gratidão, fiz o mesmo, mas não apenas por isso, vc tem méritos e talentos de sobra!

Bjs!!!

Pedro disse...

Jurei para mim mesmo que, quando sossegar meu precioso facho viajante, terei meu refugio na terra dos malucos. Lindo poema que desnudou tão bem esse sagrado solo de São Tomé. Mas não esqueça: ET é verde. ET vermelho é um maluco se disfarçando para tentar te seduzir.
Faça àquele ritual de sempre quando pisar no solo mágico.

Boa viagem doce Liz

AP disse...

Fui a São Tomé e não vi nada... nada do que esperava. Mas tenho certeza de que a culpa foi da minha companhia, a mais cética e pé no chão das criaturas na face dessa Terra... Meu ex!!!

Querida, valeria a pena escrever todo o tempo só para ler seus comentários, engraçados, pertinentes e (hahaha, ninguém é de ferro!) elogiosos! Beijos!

Eu e Ela disse...

Deu muita vontade de estar la, mas ja viajei nos versos, lembra que eu te expliquei por não ia até STL, seria exatamente com descreve a AP.
A magia do lugar so pode ser visto por pessoas com almas magicas, nem todos estão prontos pra ver alem das imagens ou ouvir alem das palavras.